“Jandaíra” é finalista do Prêmio Jabuti 2018

“Jandaíra” é finalista do Prêmio Jabuti 2018

5 de outubro de 2018

Que orgulho! O belíssimo livro “A abelha jandaíra no passado, no presente e no futuro”, sobre a abelhinha sem ferrão símbolo do Nordeste, é finalista do Prêmio Jabuti, a mais importante premiação de literatura do Brasil.

A publicação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) – e que tem apoio da A.B.E.L.H.A. e de outras instituições públicas e privadas –, foi escrito por 47 autores de 20 instituições.

Em 22 capítulos, os autores apresentam um apanhado dos conhecimentos sobre a abelha sem ferrão jandaíra: as adaptações que permitem sua sobrevivência na Caatinga, as ameaças que enfrenta, a história da sua convivência com o homem, incluindo os produtos das colônias e sua criação. Os textos foram escritos por meliponicultores e pesquisadores, contando suas experiências e a história desta abelha tão especial no cotidiano e na tradição do sertanejo.

“Apoiar uma obra tão rica em conteúdo científico e tradicional sobre a jandaíra nos orgulha muito; trata-se de uma ferramenta essencial para ampliar a conscientização e a educação da população sobre o uso sustentável e a conservação das abelhas”.

O livro concorre na categoria Ciências do Jabuti, prêmio que comemora 60 anos e é concedido anualmente pela Câmara Brasileira do Livro. Neste link, confira todos os indicados.

Parabéns a todos os autores do livro Jandaíra e instituições que tornaram possível esse feito!

Já conhece a publicação? Se não, faça o download gratuito do livro A abelha jandaíra no passado, no presente e no futuro.

Compartilhe: