Esalq/USP inaugura meliponário para estudos com abelhas sem ferrão

Esalq/USP inaugura meliponário para estudos com abelhas sem ferrão

27 de novembro de 2015

O Departamento de Entomologia e Acarologia da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP) inaugurou na última semana, o Meliponário da Esalq, em Piracicaba, em um espaço com cerca de 35 colônias de abelhas sem ferrão e seis espécies do inseto, todas características do Estado de São Paulo.

“Queremos ampliar o contato com os estudantes do ensino médio, graduação e pós-graduação e possibilitar uma aproximação com a sociedade, a fim de estimular a curiosidade pela ciência e pela vida dos insetos”, ressaltou a pos doc Denise Alves, que coordena o espaço junto com os professores Correa e Luis Carlos Marchini.

Meliponario Esalq USP

Crédito: Gerhard Weller

Abelhas sem ferrão

Por serem menos agressivas ao homem e animais, as abelhas sem ferrão podem ser manuseadas sem risco e são importantes para o ecossistema como qualquer outro inseto. “Atualmente, 88% das plantas com flores são dependentes de animais para a transferência de grãos de pólen em quantidade suficiente para a fertilização dos óvulos e a consequente formação de frutos e sementes, e das 115 culturas agrícolas que lideram a produção global, 70% se beneficiam da ação desses polinizadores, o que representa 35% do suprimento alimentar humano”, comentou Denise.

Ela ressaltou que esses insetos proporcionam uma alta produtividade na cultura agrícola. “Não há nada mais atual do que discutir a importância das abelhas dentro do contexto de uma agricultura sustentável”, disse ela.

O meliponário está localizado nas dependências do Laboratório de Insetos Úteis do Departamento de Entomologia e Acarologia da Esalq e está aberto para receber visitas monitoradas, com agendamento antecipado. Futuramente, o departamento também oferecerá a população cursos e treinamentos.

Fonte: Esalq/USP – Felipe Caires e Ana Carolina Brunelli

Compartilhe: