UFGD cria “hotel de abelhas” para conservar as espécies

UFGD cria “hotel de abelhas” para conservar as espécies

30 de agosto de 2016
hotel abelhas

Crédito: UFGD

Um “hotel de abelhas” foi criado em projeto da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) como um método de conservação de abelhas e vespas solitárias, que em todo o mundo vêm diminuindo e causando preocupação em biólogos e demais profissionais da área ambiental.

Importantes na reprodução de plantas, ao carregarem o pólen, a extinção de abelhas e vespas traria dados sérios à natureza, colocando em risco a diversidade biológica de vários locais.

“As populações de abelhas estão diminuindo e oferecer residências a elas serviria como incentivo à polinização das plantas do entorno”, explica o professor doutor da Faculdade de Ciências Biológicas e Ambientais (FCBA), Samuel Boff, coordenador do projeto.

Além disso, Samuel indica que a instalação dessas residências também permite o retorno das abelhas ao ambiente, sendo uma importante prática para produtores rurais que dependem de abelhas como polinizadoras.

Entre as atividades que prejudicam as abelhas estão o desmatamento, a monocultura e o indiscriminado uso de pesticidas nas lavouras. Entre 70% a 80% das plantas com flores dependem das abelhas – que somam mais de 20 mil espécies, 80% delas solitárias – o para produzir frutos e sementes.

hotel abelhas 2

Crédito: UFGD

Fonte: Campo Grande News – Nyelder Rodrigues e UFGD

 

Compartilhe: