Tag "A.B.E.L.H.A."

Saiba mais sobre a Chamada Pública para estudos sobre polinizadores

Iniciativa de CNPq/MCTIC/IBAMA/A.B.E.L.H.A. busca apoiar projetos de pesquisa que contribuam para o desenvolvimento científico e tecnológico do País na área de polinizadores e biodiversidade..

Leia mais

Videocast #3 – O que as abelhas comem?

Nem todas as abelhas se alimentam de pólen e néctar…

Leia mais

A.B.E.L.H.A. integra ação de fomento à pesquisa sobre insetos polinizadores

Chamada Pública convida pesquisadores a gerar conhecimento científico sobre a relação entre polinizadores e agricultura no Brasil.

Leia mais

Livro traça a rica história da abelha jandaíra

Lançada esta semana e com o apoio da A.B.E.L.H.A., a obra reúne os conhecimentos científicos e tradicionais sobre a espécie de abelha sem ferrão, nativa do Brasil

Leia mais

Apimondia 2017 – Koos Biesmeijer

O pesquisador Koos Biesmeijer, presidente da Comissão de Polinização da Apimondia, falou à A.B.E.L.H.A. sobre polinização e agricultura sustentável.

Leia mais

Apimondia 2017 – Destaques

Nossa equipe que esteve na Turquia para participar da Apimondia 2017 reuniu algumas das informações mais relevantes colhidas por lá, no maior congresso de apicultura do mundo.

Leia mais

Apimondia 2017 – Polinização e Meliponicultura

O pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental Cristiano Menezes conta sobre a segunda de suas duas palestras no congresso Apimondia 2017. Ela fala sobre meliponicultura (a criação de abelhas sem ferrão) e seu uso para polinização de culturas agrícolas. 

Leia mais

Apimondia 2017 – Nutrição

Na cobertura na Apimondia 2017, um dos principais temas acompanhados pela A.B.E.L.H.A. trata da nutrição e da alimentação artificial oferecida para nossas amigas polinizadoras.

Leia mais

Apimondia 2017 – Mandaguari

Como parte da programação oficial da Apimondia 2017, o pesquisador da Embrapa Amazônia Oriental e conselheiro da A.B.E.L.H.A. Cristiano Menezes apresentou neste sábado (30) seu estudo sobre como a mandaguari, abelha nativa brasileira, cultiva fungos para sobreviver. “Embora já se

Leia mais