Pesquisadores sugerem dez medidas para conservar os polinizadores

Pesquisadores sugerem dez medidas para conservar os polinizadores

25 de novembro de 2016

Artigo publicado nesta sexta-feira (25) na revista Science aponta dez ações que os governos em todo o mundo devem considerar em suas políticas públicas para conservar os polinizadores e garantir os serviços de polinização por eles realizados.

As medidas foram estabelecidas por 12 pesquisadores — entre eles, as brasileiras Blandina Viana (Universidade Federal da Bahia), Carmen Pires (Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia) e Ariadna Lopes (Universidade Federal de Pernambuco) —, e teve como base a Avaliação Temática de Polinizadores, Polinização e Produção de Alimentos, produzida pela Plataforma Intergovernamental de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES) e divulgada em fevereiro deste ano.

De acordo com o artigo, conservar e restaurar uma “infraestrutura verde”, ou seja, uma rede de habitats entre as quais os polinizadores possam circular, tanto em paisagens agrícolas como urbanas, é fundamental, pois para polinizar as culturas, os polinizadores silvestres necessitam de habitats em torno dos cultivos que forneçam locais de nidificação e recursos florais. Essas manchas de habitat precisam ser suficientemente próximas para que insetos ou pequenos pássaros voem entre elas.

Além disso, os pesquisadores destacam a importância da regulamentação do transporte dos polinizadores controlados para evitar a proliferação de doenças e controlar a introdução de espécies invasoras, assim como reconhecer a polinização como um insumo agrícola nos serviços de extensão.

O resumo executivo está disponível, em inglês, em http://science.sciencemag.org/content/354/6315/975.

Fonte: Revista Science e IPBES

Compartilhe: