“A menina que não gostava de abelhas” destaca a importância do inseto

“A menina que não gostava de abelhas” destaca a importância do inseto

20 de outubro de 2017

O Brasil Rural entrevista a autora do livro infanto-juvenil  “A menina que não gostava de abelhas”, Irene Santana, que é jornalista da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. Na publicação, ela destaca o desaparecimento crescente de colônias da espécie Apis mellifera, a abelha europeia, o que pode prejudicar a agricultura e nossa alimentação. Estima-se que o valor econômico da polinização feita por insetos, principalmente as abelhas, corresponde a cerca de 10% da produção agrícola. Cerca de 70% das plantas utilizadas no consumo humano dependem em certo grau da polinização.

Pelos olhos de Bia, o leitor conhece o universo das abelhas e sua importância para a produção de alimentos, agricultura e meio ambiente

Nessa entrevista, a jornalista fala, ainda, do projeto ‘Caminho Sustentável da Embrapa’ que levou à realização do livro, o primeiro de uma série.”As crianças são grandes influenciadoras dos pais. Por isso é importante o conhecimento que elas recebem na escola, por meio dos livros e dos nossos projetos. A gente também pretende despertar a vocação científica, o que é essencial para o desenvolvimento de qualquer país. Trabalhar a criança é trabalhar o futuro”, ressalta a autora.

No dia 27 de outubro, a partir das 10h, estarão sendo distribuídos alguns exemplares autografados durante os eventos da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, no Parque da Cidade. Interessados no obra também podem contatar a Embrapa pelo e-mail: cenargen.nco@embrapa.br ou pelo telefone (61) 3448-4770.

Fonte: EBC

Compartilhe: