Mais abelhas podem aumentar a rentabilidade na cultura do café em até 30%

Mais abelhas podem aumentar a rentabilidade na cultura do café em até 30%

12 de março de 2018

É possível conciliar produção agrícola e conservação da biodiversidade. É o que mostram estudos realizados na Chapada Diamantina, na Bahia, que tiveram como coautora Blandina Viana, pesquisadora da Universidade Federal da Bahia (UFB) e conselheira da A.B.E.L.H.A. As análises mostraram que uma maior quantidade de abelhas na cultura do café pode aumentar a rentabilidade dos produtores em até 30%, além de trazer outros benefícios.

As análises realizadas pelos pesquisadores evidenciaram que apenas uma visita da abelha africanizada (Apis mellifera) nas flores de café é suficiente para depositar grãos de pólen nos estigmas das flores, que produzirão frutos mais pesados e de melhor qualidade. Já as flores não visitadas por essas abelhas, produzem frutos com tamanho e peso mais variáveis (grandes e pequenos), o que diminui a produtividade média. Isso demonstra a importância das abelhas para maior rendimento do café.

O trabalho também chegou a outras conclusões, como a de que a adoção de práticas agrícolas de baixo impacto e a preservação da vegetação natural ao redor das áreas de cultivo também podem alavancar o rendimento.

Veja a síntese do estudo no folder disponibilizado pelos pesquisadores aqui

Fonte: ScienceDirect

Compartilhe: