Floresta de eucalipto favorece projeto de apicultura

Floresta de eucalipto favorece projeto de apicultura

21 de maio de 2015

Apicultores de nove comunidades nos municípios de Caravelas, Alcobaça e Mucuri, no extremo sul da Bahia, estão comemorando a florada do eucalipto. Eles integram o projeto Apicultura Sustentável, desenvolvido pela empresa Suzano papel e Celulose com o objetivo de complementar a renda de famílias que viviam da extração ilegal de madeira para produção de carvão.

Implantado em 2011, o projeto prevê treinamento e acompanhamento técnico, com os quais os apicultores vêm aprendendo que, a partir do eucalipto, pode-se aproveitar tudo, inclusive a florada. Por meio de uma parceria com a cooperativa Ecomel Natureza Pura, a iniciativa ofereceu às famílias a possibilidade de se tornarem apicultoras, terem uma nova profissão, e gerarem renda.

As 93 famílias participantes do projeto aprendem todas as etapas de manejo dos apiários, além do beneficiamento da produção de mel e pólen. “Trabalhamos na produção de rainhas, melhoramento de enxames, limpeza e montagem do apiário, e produção do mel. Ensinamos do zero até o grau máximo de conhecimento sobre apicultura”, explica Jailson Araújo, técnico da Ecomel Natureza Pura e consultor do projeto.

apicultor eucalipto

Crédito: Suzano

Na mais recente safra de 2015, resultado das floradas de dezembro a abril, foram produzidas 30 toneladas de mel e 4 toneladas de pólen, produtos que saem da floresta com a venda garantida. Com a atividade, cada família obtém uma renda extra de R$ 600 por mês, em média, conforme o tempo de dedicação ao trabalho. “Há produtores que chegam a alcançar duas toneladas de mel e uma tonelada de pólen. É um valor expressivo que ajuda durante todo o ano e várias famílias já vivem apenas da apicultura”, acrescenta Araújo.

Um dos produtores da comunidade de Nova Brasília, em Mucuri, Eronildo da Silva, conhecido como Galego, diariamente visita os apiários e está muito satisfeito com os resultados que vem colhendo. “Quando começamos no projeto, recebemos caixas, enxames, material de segurança, macacão, fumegador e tudo que foi necessário. Eu e minha esposa trabalhamos todos os dias e, quanto mais produzimos, mais a gente ganha.”

O projeto Apicultura Sustentável é realizado nas comunidades de Volta Miúda, Rancho Queimado, Juerana, Km 60 e Cravilina, no município de Caravelas; Igrejinha e Pau da Garrafa, em Alcobaça; e Cruzelândia e Nova Brasília, em Mucuri.

Fontes:  Suzano e SulBahia News